Querida Lise,

Obrigado pela sua lembrança de que os tapetes que eu tinha em Moema eram “tipo” Kilim. Mas sabe o que aconteceu? Descobri que aqui, quando eles dizem Kilim, eles querem dizer os originais mesmo, ou seja, tudo importado e carissimo…

Nós não gostamos do tapete que tinha aqui em casa na sala ao lado da sala de jantar. Veja só, era meio velho e careta:

tapete antigo da dona do apartamento

tapete antigo da dona do apartamento

Voce nao sabe, passamos no domingo passado numa yard Sale (aquelas “vendas” de coisas usadas na frente da casa das pessoas) e compramos um tapete que no fim nao gostamos muito, porque ainda era muito classicao, apesar de ser mais claro…

comprado em uma yard sale...

comprado em uma yard sale...

Daí resolvemos colocar pra vender no mesmo Craigslist. Resultado = pagamos $25 pelo tapete que é enorme (tem uns 3.3 por 2.8m) e colocamos pra vender por $90 – voce acredita que em dois dias tinha três pessoas para ver? Acabamos vendendo na quinta-feira seguinte, e na sexta parti para a compra de um tapete dos vários que tínhamos visto.

Este sofá que está na foto é da dona do apê, e não gostamos dele não, apesar de ser couro.

Já descolamos outro (que uma vizinha ia jogar fora, voce acredita?), de vime com almofadas cor de laranja que vai ficar show. Vamos um dia trocar a cor laranja por outra, mas por enquanto tá bom. E de tapetes usados ficamos com as seguintes opções:

1. sisal com borda (sisal “sintético” mas é bem legal) por $40:

assim ficou nossa sala "íntima"

assim ficou nossa sala "íntima"

2. geométrico, por $60 (não sei onde vou colocar mas é novo!):

este vai ficar de reserva...

este vai ficar de reserva...

Bom esta é a historia, gostei e acho que vou escrever sobre isso no blog, afinal já está pronta a historia mesmo, rsss.

Beijao e saudades,

Beto